Nas Montanhas e nos Vales


Uma das leis normais da vida é que nem sempre se vive na montanha e nem sempre se vive no vale.

Mas também é uma lei da vida que depois da montanha sempre se experimenta um momento de baixa, porque a vida nem sempre é altos e nem sempre de baixos.

Assim foi com os personagens bíblicos – Assim foi com Jonas . Depois de ser usado por Deus em Nínive pediu para morrer. Assim foi com Pedro , depois de pregar em Jerusalém e ter visto tantas pessoas vindo a Cristo foi preso e pisoteado. Assim foi com Paulo, vivendo no clímax de sua carreira foi parar na prisão em Cesaréia e depois em Roma. Estes homens passaram pelos seus vales, foram tentados a desistir, mas no vale de suas vidas experimentaram que podem viver com Deus NAS MONTANHAS E NOS VALES.

E COM VOCÊ? Você está hoje vivendo na montanha ou no vale? Ou você estava vivendo na montanha por um certo tempo e de repente se achou num vale?

Seja o extremo da abundância ou da escassez. Seja o extremo da fama ou da obscuridade. Seja o extremo da aceitação ou da rejeição, seja o extremo de ser amado ou ser odiado, seja o extremo da segurança de um emprego, seja a experiência de estar desempregado.

Desemprego, seja o extremo de sentir amado no casamento ou rejeitado no divórcio., DEUS NOS SUSTENTA EM QUALQUER EXTREMO DA VIDA.

“Mas agora, assim diz o Senhor, que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Quando passares pelas águas, eu serei contigo; quando, pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti” (Is 43.1-2)

 

Pr. Ezequiel

Anterior Selo comemorativo de 150 anos de metodismo no Brasil
Próximo Nota do Colégio Episcopal: Nomeação do diácono M. Bracklay

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *